A vida começa quando acaba a zona de conforto?

Discussão em 'Vale Tudo' iniciada por Coffinator, 23 Janeiro 2013.


  1. Coffinator Mil pontos, LOL!

    Número de Mensagens:
    33,069
    Pontos de Troféu:
    1,029
    Correto. Vejam:

    [IMG]

    r para: navegação, pesquisa
    Na psicologia, a zona de conforto é uma série de ações, pensamentos e/ou comportamentos que uma pessoa está acostumada a ter e que não causam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco. Nessa condição a pessoa realiza um determinado número de comportamentos que lhe dá um desempenho constante, porém limitado e com uma sensação de segurança. Segundo essa teoria, porém, um indivíduo necessita saber operar fora de sua zona de conforto para realizar avanços em seu desempenho - por exemplo no trabalho - eventualmente chegando a uma segunda zona de conforto.

    Vocês já saíram das suas respectivas zonas? Querem sair? Não precisam? E, pra variar, o caso do sábio e da vaca:

    Vassago, toad02, Marculino e 7 outros curtiram isto.
  2. soukaigi Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    8,256
    Pontos de Troféu:
    444
    Acho que um dos momentos mais marcantes que alguém pode ter e que significa definitivamente sair da zona de conforto (compulsivamente às vezes), é quando o indivíduo passa a ter que se virar para bancar sua vida (moradia, alimentação e outras coisas).
    É bem diferente do que ter o apoio dos pais.
  3. yugi moto Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    4,713
    Pontos de Troféu:
    299
    Concordo acho que esse é um dos apices para pleno amadurecimento, trocar totalmente de profissão tambem é outra ou até mesmo de area de atuação tudo aquilo que é incerto e desconhecido para nos gera incomodo por isso precisamos ficar na zona de conforto, talvez por isso muitas pessoas permanecem sempre nas mesmas condiçoes em suas vidas pois tem medo de arrisca, o medo do novo, explorar possibilidades que muitas vezes melhoraria infinitamente sua vida
  4. Jonas_Silva Ser evoluído

    Número de Mensagens:
    161
    Pontos de Troféu:
    43
    Já saí da zona de conforto várias vezes e continuo fazendo, faço da minha vida uma grande aventura.
    Pelo menos quando ficar velho vou ter umas histórias legais para contar!
  5. Shinobi4CS Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    22,727
    Pontos de Troféu:
    534
    Estou em minha zona de conforto. Apenas estudando, sendo bancado quase que inteiramente pelo pai. Mas isso acabará daqui 2 anos, quando terminar minha pós-graduação. Talvez antes, caso eu arrume um trampo legal

    [IMG]

    - Vovô postava no fórum de avatar usando Rayban
    Pingu77 aprova isto.
  6. hyperedy Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    8,851
    Pontos de Troféu:
    459
    Ele teve caspa que se espalhou pelo corpo todo foi isso?
  7. lucky_ace Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    9,196
    Pontos de Troféu:
    409
    Eu procuro dar esses passos incertos na vida sempre, é libertador. Meu pai é do tipo que viveu a vida toda na zona de conforto, 34 anos trabalhando na mesma empresa, agora se aposentando e nunca trabalhou em outro lugar... Morou a vida toda no mesmo bairro, teve sempre o mesmo padrão de vida, fez viagens eventuais, sempre seguro, sempre com conforto, sempre com dinheiro sobrando para qualquer eventualidade. E é um cara extremamente cagão em relação ao mundo hoje, vive se precavendo pra não ser roubado, pra não ficar doente, pra não perder o que conquistou. Ele olha pra mim e fica horrorizado, estou mudando de curso na faculdade agora no último ano, já larguei dois empregos sem perspectiva de arrumar outro, falo que vou ser professor de artes e fazer artesanato e ele diz que eu vou morrer de fome..

    Cada um faz o que a cabeça manda, mas é muito pouco, principalmente pra quem é jovem, viver em busca de garantias e estabilidade. Nego nunca se arrisca, vive a vida toda abaixando a cabeça pra chefe, veste a camisa de todas as empresas onde trabalha pra depois ser chutado, não se permite meter uma mochila nas costas e conhecer o mundo nem que seja dormindo em albergue, e depois vai terminar velho e sem história pra contar.
  8. Shinobi4CS Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    22,727
    Pontos de Troféu:
    534
    O que não quer dizer que seu pai é um trouxa.

    Meu pai é tipo o seu. Concursado, trabalha há 26 anos na empresa, e ganha um salário bem acima da média. Eu estaria satisfeito com uma vida assim. Feliz de quem consegue não se preocupar em ser um "porra nenhuma" no mundo, não se preocupar com o futuro, não ligar caso tiver que virar um hippie.

    Sim, sou cagão também, assim como a maioria.
  9. Cyber Cowgirl Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    3,442
    Pontos de Troféu:
    299
    A vida começa quando a gente sai da OS!
    toad02, Pingu77, Kahnm e 1 outra pessoa curtiu isto.
  10. Coffinator Mil pontos, LOL!

    Número de Mensagens:
    33,069
    Pontos de Troféu:
    1,029
    Sou um cagão, admito, tenho medo de investir no que tenho, de arriscar e tentar realizar algo. A culpa não é só minha, fui criado assim e não creio mais em mudança, infelizmente. :(
  11. Lero_Lero Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    13,167
    Pontos de Troféu:
    619
    Zona de conforto ainda é vida

    Bem confortável, diga-se


    Agora, se a zona de conforto é ruim pra ti, ela não seria conforto afinal. Seria?
  12. lucky_ace Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    9,196
    Pontos de Troféu:
    409
    Não vejo ele como um trouxa, mas ele escolheu viver uma vida covarde, o meu pai não é um cara feliz, ele é frustrado com o resultado das escolhas que fez. Não digo que é culpa das pessoas agirem assim, o sistema existe mesmo pra foder todo mundo, então o cara se protege como pode. Já passei perrengue e não é confortável ficar sem dinheiro, mas penso que não podemos deixar a nossa vida depender desse conforto. Gente de classe média com o perfil do meu pai se desespera dó de pensar na possibilidade de "ficar pobre".
  13. BassHero Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    20,723
    Pontos de Troféu:
    584
    começa e acaba
  14. Shinobi4CS Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    22,727
    Pontos de Troféu:
    534
    Pena seu pai ser frustrado, man.

    O meu é frustrado por deixar de ter comprado imóveis há uns anos atrás. Tinha grana pra comprar 2 casas boas, hoje em dia a grana mal dá pra uma. Preços fora da realidade. Mas isso não tem muito a ver com o tópico, risos.

    Porém, não acho que dê pra chamar alguém de covarde por estar estável em um bom emprego. Até porque pra mim, a vida pode ser feita de desafios, mas desafios esses que tem que ser vencidos para no final das contas proporcionar prazer e conforto. Senão, a vida não teria sentido.

    Cada um vive da maneira que achar melhor. Eu prefiro viver de maneira menos arriscada e mais garantida, mas ter meu tempinho livre e meu dinheiro certo no final do mês. Confesso que não sou nada aventureiro.
  15. Jonas_Silva Ser evoluído

    Número de Mensagens:
    161
    Pontos de Troféu:
    43
    Já saí do país mais de 10 vezes, a maioria para trabalhar, mas a passeio também. Já trabalhei em trocentos lugares, em escritorio com ar condicionado ou como peão em fábrica. Conheci e conversei com gente do mundo inteiro e dos mais variados tipos, como aqui nesse fórum que tem gente diferente de mim. Já transei com brasileira e com gringa também.
    Mas já me ferrei muito também, já apanhei de gang e de skinheads, já fui atropelado, já peguei doença de prostituta, já passei fome e fiquei sem lugar para dormir.
    Mas fiz e faço o que eu quero, tenho a minha propria opnião e personalidade, alias personalidade forte.
    Tudo isso eu fiz de vontade propria, com meu esforço, trabalho e dinheiro, nunca pedi nada para ninguém, a não ser trabalho.
    Se eu morrer amanhã, vou morrer sabendo que fiz muita coisa.
    Kahnm e Shinobi4CS curtiram isto.
  16. lucky_ace Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    9,196
    Pontos de Troféu:
    409
    Eu acho que deve haver um equilíbrio. Eu admiro quem é maluco de BR, mas sinceramente não sou desprendido a ponto de largar tudo e trocar meus trabalhos por pratos de comida. Tenho objetivos maiores e incentivo outras pessoas a terem objetivos grandiosos também. Ser inconsequente é muito ruim (a minha mãe é um pouco assim), mas caminhar medindo cada passo é terrível, é algo que destrói completamente a vida da pessoa, e eu vejo isso através do meu pai.
  17. Sr.Haller Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    4,558
    Pontos de Troféu:
    264
    Quando é ruim não é zona de conforto, essa é uma confusão comum.

    Essa expressão é aplicada erroneamente aqui e em várias outras lugares.

    Sair da zona de conforto, no contexto original do termo, aplicado ao ambiente de trabalho, se referia a impor um nível de estresse mínimo que aumenta o rendimento do trabalhador. Tipo quando falta dois dias pra entregar um trabalho que você postergou um monte, quando a água bate na bunda você se empolga e faz, tá ligado? Então, é isso.

    Mas é óbvio que quando o nível de estresse ultrapassa um certo limite, o efeito é contrário, e o desempenho passa a ser muito aquém ao da zona de conforto mesmo.

    O termo foi extrapolado para outras situações e aí começou o estupro coletivo do sentido original.

    Começaram a aplicá-lo com relação à vida pessoal, o que o tornou o lugar comum da psicologia de botequim.

    Certas pessoas são tão complexadas que tem reações, fisiológicas inclusive, fortíssimas a situações estressantes específicas, e pra completar o pobre diabo fica escutando que tem de sair da zona de conforto, antes mesmo de entender porque uma situação que para ele é tão estressante para outros está ironicamente... dentro da zona de conforto.
  18. FreneticMuffin Supra-sumo

    Número de Mensagens:
    2,633
    Pontos de Troféu:
    193
    a vida começa quando você nasce
    ricolhaw aprova isto.
  19. Lero_Lero Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    13,167
    Pontos de Troféu:
    619
    Ah sim, esse stress que te move é interessante em certos aspectos.

    De meia hora de estudo por dia passei pra 6 horas por dia. Diria que é excelente.:klolz

    Mas realmente, como tu disse, para o aspecto profissional é muito válido, bem ruim de aplicar em outros casos.
    Sujeitar-se a um intercâmbio pra outro país sendo acostumado a viver com os pais perto seria sair da zona de conforto?
  20. Sr.Haller Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    4,558
    Pontos de Troféu:
    264
    Pra mim não, porque não vejo muita perspectiva de como poderia dar errado, logo não me causa ansiedade alguma. Eu teria que sentir alguma insegurança pra poder dizê-lo, creio.
    Lero_Lero aprova isto.
  21. Lero_Lero Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    13,167
    Pontos de Troféu:
    619
    You go gurl
  22. Tesla Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    11,868
    Pontos de Troféu:
    499
    Ainda estou na zone 1-3, e tá bom assim.
    toad02 aprova isto.
  23. hyperedy Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    8,851
    Pontos de Troféu:
    459
    A vida é aqui. Lide com isso.
  24. Kahnm Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    3,423
    Pontos de Troféu:
    204
    a vida e como os gamers
    morar com a mae e pai é um tutorial, depois do level 18 e quando vc ja tem um gold e bons equips voce vai fazer as quests pras empresas.
    dps voce conhece alguem, e começa a jogar em party.
  25. Ice_Breaker Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    26,564
    Pontos de Troféu:
    749
    A melhor zona e mais longe que eu já cheguei, foi a Scrap Metal. Adorava essa.
  26. Gacrux Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    12,917
    Pontos de Troféu:
    469
    Sim, aparentemente a caspa acaba com a zona de conforto de qualquer um.
  27. Pingu77 Ei mãe, 500 pontos!

    Número de Mensagens:
    14,625
    Pontos de Troféu:
    614
    Estou em uma "zona de conforto", e acho isso uma merda.
  28. fbr Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    8,641
    Pontos de Troféu:
    424
    Verdade, a pessoa só sabe o que é a vida mesmo quando sai da zona de conforto. Eu tenho buscado a minha indenpendência e tenho uma bela noção do que é isso. Mas é praticamente impossível sair completamente da zona de conforto, e uma coisa que penso muito é que o pior que os pais pode fazer para um filho é mima-lo demais.

    Não digo isso só pelo que vejo no forum, claro que não até porque não é novidade nenhuma isso aqui, mas porque é foda depois que a ficha cai, tudo parece mais difícil até que o indivíduo perca bastante para dar valor.

    Essa fábula da vaquinha é interessante, representa como estamos hoje em dia de um modo geral.
  29. Alone in the Dark Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    4,666
    Pontos de Troféu:
    349
    Sinceramente, acho esse papo de "zona de conforto" uma forma de intimidação contra quem possui alguma tranquilidade na vida. O importante é buscar a felicidade e para algumas pessoas felicidade é ficar em casa com a família, por exemplo. Nesse caso, devemos considerar os gostos e as aspirações de cada pessoa e também o equilíbrio, ou seja, uma excessiva tranquilidade gera tédio e um excessivo sufoco gera estresse, então é bom tentar controlar o nível desse "conforto".

    Sou favorável ao esforço para conseguirmos aquilo que desejamos e sou favorável às tentativas que, por sua vez, podem terminar em sucesso ou fracasso. O que valem são a diversão e a felicidade.

    Num exemplo bem simplório, vamos considerar que uma banda bacana vá fazer um show na cidade. Seria mais simples ficar em casa dormindo ou vendo a gravação de um antigo show da banda. O processo de ir ao show envolve itens desagradáveis como comprar ingresso caro, ficar um tempão em pé esperando o show, durante o show pode ter gente empurrando, possibilidade de ser roubado, possibilidade de levar chuva na cabeça, dificuldade para sair do show e chegar em casa, ... Porém, a experiência de presenciar o show de uma banda legal é extremamente gratificante para algumas pessoas. Então, se a pessoa gosta da banda e está disposta a passar pelas situações ruins envolvidas nesta experiência, que essa pessoa se mexa e vá presenciar o show.

    Agora, falar de "zona de conforto" num contexto profissional é desanimador. Na maioria da vezes, trata-se de um discurso manipulador para as pessoas trabalharem mais e enriquecerem mais os patrões. Existem empregados que vivem para o trabalho, fazem inúmeras horas extras, trabalham fins de semana, aceitam apenas 20 dias de férias por ano, são bons profissionais e, ainda assim, não progridem financeiramente.

    Tentam vender a imagem de que uma dita "zona de conforto" no trabalho é algo ruim. Particularmente, não vejo problema nenhum quando um empregado trabalha apenas nas manhãs e tardes de segunda a sexta.

    E sobre a fábula da vaquinha, a família poderia ser milionária como também poderia morrer de fome, é uma estória totalmente direcionada.
  30. j0kk3r Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    6,606
    Pontos de Troféu:
    384

    Pai de família não vale. O cara tem responsabilidade para com todos da família.

    Largar emprego sem perspectiva de arrumar outro não é aventura, é coisa de vagabundo ou de quem não está tentando construir uma carreira.
  31. Saberhagen Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    2,849
    Pontos de Troféu:
    293
    Nesse caso acredito que não seja uma questão de manipulação ou dircuso hipócrita.

    Existe um estudo por trás disso, a pessoa realmente deixa de tentar ir para frente por estar confortável demais. Acho difícil justificar a felicidade como um ponto da tua vida que te faz permanecer sempre igual.

    As pessoas tem que evoluir, tem que ir adiante, isso dá medo mesmo, porque nós temos expectativas que acabam não se concretizando, mas isso não é motivo pra justificar ficar parado.

    Essa questão dos patrões é até ao contrário, quanto mais confortável e preso a um serviço alguém fica, melhor para o patrão.

    E quando ao show...Bom, é totalmente diferente ir a um show ou escutar uma música no mp3, você sabe disso, não tem qualquer relação com a zona de conforto que falamos aqui.
  32. TrueMetalLord Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    7,075
    Pontos de Troféu:
    359
    A felicidade constante que a zona de conforto propicia nao é uma felicidade plena,e um tipo de felicidade artificial,voce diminui tanto seu nível de exigência do que significa ser feliz que mesmo tudo parecendo perfeito e seguro por jogar o jogo da vida de um modo sem riscos,o tédio coroe sua mente,mesmo nos momentos mais felizes tem um zumbido na sua cabeça dizendo que alguma coisa esta errada,a libertação desse estado de anestesia te leva a um mundo de sentimentos muito mais intensos,a dor do fracasso na realidade e uma sensação incrível,porque pelo menos se trata de um sentimento de verdade,uma coisa intensa,a sensação de falhar,a vulnerabilidade diante desse mundo cruel,todo esse medo é o que da emoção a vida,fazer coisas que você nunca imaginou,dar a cara a tapa,jogar sua imagem no lixo,se livrar dos preconceitos.tudo isso da um medo imenso mas vale a pena porque uma vida de merda mais real é melhor que uma ilusão banhada a video-games e salgadinhos de bacon.
  33. Guicicca90 Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    8,908
    Pontos de Troféu:
    414
    Tanto faz zona de conforto ou não.
    O importante é se manter financeiramente.

    Se o cara é concursado e quer levar a vidinha dele, não dependendo financeiramente de ninguém, qual o problema?

    Se a pessoa vive de renda e sabe proteger o seu dinheiro, o que tem demais?

    Mania essa de acharem que todas as pessoas possuem grandes sonhos e serão especiais em algum tipo de serviço ou profissão. Besteira! Tendo com o que se manter (independência financeira), ninguém tem nada a ver com nada.

    Eu tenho meus sonhos e quero realizar muitas coisas na vida, mas não vejo problemas em quem não os tenha.
  34. rodrigohxcx Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    2,549
    Pontos de Troféu:
    239
    Quanta história de vida...rs


    Voltando ao assunto, devidi trocar de empresa pois fui chamado por uma concorrente. Tinha moral, amizade com meu gerente e com certeza dificilmente seria mandado embora. Decidi arriscar e ir pra novos ares com pessoas desconhecidas. Acredito que meu crescimento nessa nova empresa será mais rápido e acho que isso foi uma puta saída da zona de conforto.
  35. Marculino Bam-bam-bam

    Número de Mensagens:
    6,320
    Pontos de Troféu:
    419
    A vida começa depois da morte. Fikdik

Compartilhe essa página